UOL Estilo Casa e Imóveis

Eclético/ecletismo

Movimento caracterizado pela combinação de formas oriundas de diferentes movimentos e estilos arquitetônicos, como clássico, românico, gótico, renascentista, barroco e neoclássico. São exemplos de edifícios ecléticos no Brasil a Escola e Museu Nacional de Belas Artes (1908), obra do espanhol Adolfo Morales de Los Rios (1858 -1928); o Theatro Municipal do Rio de Janeiro (1903-1909), projetado por Francisco de Oliveira Passos com inspiração na Ópera de Paris, ambos no Rio, e o Museu Paulista (1882-1885), do arquiteto italiano Tommaso Bezzi, em São Paulo, cidade onde o engenheiro-arquiteto Ramos de Azevedo (1851-1928) realizou inúmeros edifícios ecléticos, entre eles a Escola Normal Caetano de Campos (1894), e o Theatro Municipal (1903-1911).

Empreiteira

Empresa especializada na execução de serviços e etapas específicas de obra.

Escritura

Documento lavrado por tabelião ou oficial público que assegura título de propriedade de um imóvel.

Espelho d'água

Piscina de água rasa construída com a finalidade de refletir a obra principal, integrar um conjunto de elementos decorativos ou ainda como barreira de acesso.

Esquadria

Denominação genérica para indicar portas e janelas.

Estrutura

Conjunto de elementos que dá sustentação e estabilidade à construção; esqueleto do prédio.

Estuque

Toda a argamassa de revestimento acrescida de gesso ou pó de mármore, usada em paredes, forros, tetos e ornatos.

Expressionismo

Movimento artístico originado na virada do século 19 para o século 20, marcado pela expressão de emoções e pela despreocupação com padrões de beleza convencionais a partir da adoção de distorções, exageros, primitivismo e fantasia. Foi mais praticado na Alemanha, Áustria, Rússia e França. Na arquitetura, o Expressionismo manifestou-se em edifícios de formas orgânicas e emprego de novos materiais. Assim como a arte, o movimento foi mais forte na Alemanha, Áustria, Holanda. O Pavilhão de Cristal, projeto do arquiteto alemão Bruno Taut para a Exposição de Colônia de 1914 é uma das principais obras do Expressionismo, assim como a Torre Einstein (1919-1922), em Potsdam, Alemanha, de Erich Mendelsohn, o Goetheanum (1923), na Suíça, do austríaco Rudolf Steiner, Dornach.

Hospedagem: UOL Host